Assembleia da ADUFPA aprova a intensificação das mobilizações para construção de greve

Professores da UFPA aprovaram ficar em Assembleia Permanente e estado de mobilização, para construção de uma nova greve da categoria, ainda sem data definida. A decisão foi tomada em Assembleia Geral da ADUFPA, na manhã de hoje, 3, após os docentes avaliarem o indicativo do ANDES-SN de Estado de Greve a partir do primeiro semestre letivo de 2020.

A deliberação da Assembleia da ADUFPA será remetida à reunião do Setor das Instituições Federais de Ensino (IFE) do ANDES-SN, que ocorre nesta quarta-feira, 4, em Brasília. A reunião irá avaliar o resultado da rodada de Assembleias Gerais nas universidades, e aprovar os próximos encaminhamentos da mobilização docente.

Na Assembleia de hoje, os professores da UFPA analisaram a conjuntura política brasileira e avaliaram que é preciso ainda intensificar as mobilizações, para em uma próxima Assembleia deliberar por uma forte greve contra os ataques do governo Bolsonaro.