Trabalhadores e estudantes vão protestar em Brasília neste dia 12 de julho

Trabalhadores e estudantes irão ocupar as ruas de Brasília nesta sexta-feira, 12 de julho, durante um Dia Nacional de Lutas em defesa da educação pública e contra a Reforma da Previdência. O protesto está previsto para ocorrer a partir das 10 horas, com concentração em frente ao Museu Nacional, de onde os manifestantes sairão em caminhada pela Esplanada dos Ministérios em direção ao Congresso Nacional.

Convocado inicialmente por estudantes que participam do 57º Congresso do ANDES-SN, o Dia de Luta foi incorporado no calendário de mobilizações das centrais sindicais e tem participação ativa do ANDES-SN, que tem apoiado caravanas à Brasília. A ADUFPA também contribuiu com a manifestação e contará com a participação de uma representação de docentes da UFPA na caminhada.

Além do ato nacional em Brasília, a orientação é que os Estados promovam mobilizações e panfletagens, para marcar o dia. Em Belém, as centrais sindicais irão realizar uma panfletagem a partir das 8 horas, nas proximidades do Terminal Rodoviário. “Queremos mostrar para a população que, ao contrário do que diz a mídia e os apoiadores do governo, essa Reforma vai destruir nossa aposentadoria, reduzindo os proventos e obrigando as pessoas a trabalharem mais e contribuírem mais para poder se aposentar”, garante o diretor de Política Sindical da ADUFPA, Ivan Neves.

O Dia Nacional de Luta vai fechar uma semana de mobilizações, com pressões sobre os parlamentares nos aeroportos e nos corredores do Congresso Nacional. Juntamente com representantes das centrais sindicais, a ADUFPA também esteve no Aeroporto Internacional de Val-de-Cans, dialogando com deputados e senadores da bancada paraense, pressionando para que rejeitem a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 06/2019.