ADUFPA participa de acolhimento a novos servidores da UFPA

A ADUFPA participou na manhã de hoje, 11, no Auditório do Capacit, do Acolhimento Institucional aos servidores da UFPA. Promovido pela reitoria, o evento foi um momento de integração e apresentação da universidade a novos docentes e técnico-administrativos. A diretoria da ADUFPA aproveitou o espaço para falar das lutas desenvolvidas pela entidade e fazer novas filiações ao Sindicato.

Durante o Acolhimento Institucional, a diretora-adjunta da ADUFPA, Edivânia Alves, destacou a importância da entidade na luta por democracia e em defesa da educação pública. “A ADUFPA tem 40 anos e, desde a sua fundação, passando por diversos governos, sempre atuou de forma autônoma defendendo nossos direitos, melhores salários, condições de trabalho e uma universidade pública e gratuita, que pudesse expressar a diversidade do nosso povo”, lembrou Edivânia, convidando os professores a se filiarem ao sindicato.

Edivânia Alves fez um chamado para que os docentes possam aderir à Greve Geral de 14 de junho. “Quem não é dono do capital, é trabalhador. Então, temos que ter consciência de classe enquanto trabalhadores e fortalecer a luta coletiva. E nosso primeiro encontro será nesta sexta-feira, na Greve Geral contra a Reforma da Previdência e os cortes no orçamento da educação pública”, afirmou.

O Acolhimento Institucional contou com a presença do reitor Emmanuel Tourinho, do vice-reitor Gilmar Silva, de pró-reitores da UFPA, da diretora de Política Sindical Adjunta da ADUFPA, Rhoberta Araújo, e da coordenadora-geral do Sindtifes, Taís Ranieri.