Nova diretoria da ADUFPA será empossada nesta segunda-feira

Com o desafio de fortalecer a luta contra a Reforma da Previdência e defender a educação pública, a nova diretoria da ADUFPA (biênio 2019-2021) tomará posse nesta segunda-feira, 20.  Os novos diretores serão empossados durante Assembleia Geral da entidade, convocada para às 8h30, no Auditório B do Instituto de Ciências da Educação (ICED) da UFPA.

O novo diretor-geral da ADUFPA será o docente do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA), Gilberto Marques, que terá como diretora-adjunta a professora do Instituto de Educação Matemática e Científica (Iemci), Edivânia Alves. Além eles, serão empossados os demais membros da diretoria da seção sindical e do Conselho Fiscal.

A nova gestão assume após vencer a eleição para diretoria da entidade, que ocorreu no último  dia 9 de junho, quando a Chapa 2 ADUFPA Democrática e de Luta obteve 263 votos, contra 119 da Chapa 1 Renova ADUFPA.

Para Gilberto Marques, a nova diretoria toma posse com a responsabilidade de unificar a categoria e, em articulação com as demais entidades sindicais e movimentos sociais, ser parte da construção de uma Greve Geral no Brasil no dia 14 de junho, para barrar os ataques do governo Bolsonaro. “O desafio imediato de nossa gestão será juntar a categoria docente na defesa da Universidade pública, contra o corte de verbas do governo Bolsonaro, e ao mesmo tempo, ser parte de uma mobilização maior contra a Reforma da Previdência”, afirma.

Ele convida os professores da UFPA a prestigiarem a posse e transformá-la em um ato político de  fortalecimento do Sindicato, da democracia e das lutas em defesa da universidade pública e pela valorização do trabalho docente.