ADUFPA - Ato unificado vai marcar Dia Nacional de Lutas, Paralisação e Greves em Belém

Associação de Docentes da UFPA

Seção sindical do ANDES-SN

Olá visitante

Login ▼

Publicado em 27/10/2017

Ato unificado vai marcar Dia Nacional de Lutas, Paralisação e Greves em Belém

Um ato público unificado vai marcar em Belém o Dia Nacional de Lutas, Paralisação e Greves, convocado para 10 de novembro por centrais sindicais e dezenas de entidades em todo o país. A manifestação na capital paraense está prevista para começar às 8 horas, em frente ao Tribunal Regional do Trabalho, na Praça Brasil, de onde os manifestantes sairão em caminhada até o mercado do Ver-o-Peso.

 

Na UFPA, a ADUFPA irá realizar uma assembleia geral no próximo dia 1º de novembro, às 10 horas, no térreo do Vadião, para discutir a adesão da categoria docente à paralisação nacional do dia 10 de novembro. “Iremos avaliar a conjuntura e destacar a necessidade de aderir à paralisação nacional e fortalecer este dia de luta, conforme orientação e deliberação da CSP-Conlutas e do ANDES-SN. Queremos e vamos parar o Brasil”, afirmou a diretora-geral da ADUFPA, Rosimê Meguins.

 

O Dia Nacional de Lutas, Paralisação e Greve, que vai ocorrer na véspera da entrada em vigor da Reforma Trabalhista (Lei nº 13467/2017), foi definido inicialmente pelos metalúrgicos e depois incluído na agenda de lutas de dezenas de entidades, entre elas o ANDES-SN e a CSP-Conlutas, que aprovou a mobilização em seu 3º Congresso Nacional, ocorrido de 12 a 15 de outubro em Sumaré (SP). As entidades protestam contra a Reforma da Previdência e exigem a revogação da Reforma Trabalhista e da Lei das Terceirizações.

 

Em Belém, uma reunião na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), no último dia 25 de outubro, debateu a organização e mobilização para o dia 10 de novembro, a fim de construir um forte ato público unificado nas ruas da cidade. A reunião contou com a presença da ADUFPA e teve, ainda, a participação da OAB, da Associação dos Magistrados da 8ª Região (Amatra) e das centrais sindicais CSP-Conlutas, Intersindical, CUT, CTB, UGT, Força Sindical, CSB e NCST. Uma nova reunião de trabalho para definir os preparativos do dia de luta ficou agendada para 30 de outubro, às 15 horas, na sede da OAB.