ADUFPA - Paralisação do dia 14 de setembro será marcada por atos em frente ao TRT e na Seduc

Associação de Docentes da UFPA

Seção sindical do ANDES-SN

Olá visitante

Login ▼

Publicado em 12/09/2017

Paralisação do dia 14 de setembro será marcada por atos em frente ao TRT e na Seduc

Os professores da UFPA paralisarão as atividades docentes, durante 24 horas, no próximo dia 14 de setembro. Em Assembleia Geral da ADUFPA na manhã de hoje, 12, nos Altos do Vadião, os docentes decidiram fortalecer o Dia Nacional de Lutas, Mobilização e Paralisação em Defesa dos Serviços Públicos e se juntar às mobilizações das demais categorias que também irão parar neste dia.

 

Em conjunto com técnico-administrativos e estudantes da UFPA, os docentes participarão de um ato público a partir das 9 horas, em frente ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT), na Praça Brasil, onde estarão concentrados trabalhadores da construção civil e outras categorias, para protestar contra as Reformas Trabalhista e da Previdência.

 

Nesse mesmo dia, uma outra delegação da ADUFPA, junto com representantes dos estudantes e técnico-administrativos, irá se dirigir ao ato de deflagração da greve dos trabalhadores da rede estadual de ensino do Pará, marcado para ocorrer no próximo dia 14, às 9 horas, em frente à Secretaria Estadual de Educação (Seduc), na Rodovia Augusto Montenegro. O objetivo é manifestar o apoio da comunidade universitária ao movimento grevista que vai iniciar neste dia.

 

Delegados – Além da paralisação do dia 14 de setembro, a Assembleia Geral da ADUFPA escolheu os delegados e observadores que irão participar do 3º Congresso Nacional da CSP-Conlutas, que vai ocorrer de 12 a 15 de outubro de 2017, em Sumaré (SP).

 

Os docentes Sandra Moreira, Rosimê Meguins, Gilberto Marques e Jennifer Santos, foram eleitos delegados, enquanto os professores Ailton Lima, Indira Rocha e João Santiago foram escolhidos como suplentes e irão na condição de observadores. “Será um Congresso importante para os trabalhadores organizarem as próximas lutas para enfrentar os ataques dos governos e dos patrões contra os trabalhadores, além de ser um momento de fortalecimento da Central, que ainda é pequena, mas que não se exime de assumir a linha de frente das lutas e dos embates, baseada na mobilização direta e nos princípios de autonomia e independência da classe trabalhadora”, destacou a diretora de Política Sindical da ADUFPA, Sandra Moreira

 

Como parte da preparação dos trabalhadores para o 3º Congresso Nacional da CSP-Conlutas, a Executiva Estadual da Central vai promover um debate no próximo dia 30 de setembro, a partir das 9 horas, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Federal do Pará (Sintsep), na Travessa Mauriti. Na ocasião, serão discutidas a posição política da CSP-Conlutas em relação à Venezuela e as propostas de resolução que serão votadas no Congresso.